Vacinação da gripe nas farmácias. “Houve cenas de ameaças verbais e pancadaria”

Bastonária dos Farmacêuticos lembra situações de tensão. Ainda assim, Ana Paula Martins defende que farmácias devem participar na vacinação contra a Covid-19.

A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos admite que as farmácias nunca tinham vivido uma situação semelhante àquela que ocorreu na semana de se iniciou a 19 de outubro e sublinha que ocorrem centenas ameaças verbais e “pancadaria”.

Ana Paula Martins adianta que estas situações de tensão ocorrem com utentes que tinham encomendado a vacina e que não conseguiram ter acesso à mesma por falta de stock nas farmácias e também com utentes que viram os seus pedidos rejeitados. Em entrevista ao jornal i, a bastonária confirma que as farmácias até receberam mais doses de vacina contra a gripe do que em 2019 (entre os lotes comprados e os lotes que vieram do SNS). Contudo, a procura foi quatro vezes maior, diz, o que levou à rutura do stock em muitos estabelecimentos, obrigando os farmacêuticos a encaminhares as pessoas para os centros de saúde.

Em relação à possibilidade de as farmácias poderem realizar testes rápidos para despiste da infeção por SARS-CoV-2, a bastonária dos farmacêuticos é clara. “Enquanto não estiverem reunidas as condições, as farmácias não devem fazer testes ao público“, refere, lembrando que as farmácias têm de estar inscritas na Entidade Reguladora da Saúde para os poderem fazer.

Ana Paula Martins diz ainda que as farmácias devem fazer parte do plano de vacinação contra a Covid-19, sendo chamadas já para participar no planeamento. “Devem entrar no planeamento já, senão não vão conseguir entrar nessa altura. Para mim faz todo o sentido que as farmácias possam vacinar, não sei se na primeira, segunda ou terceira vaga”, conclui.

TC/SO

Descubra mais sobre a Vacinação em Portugal

VACINAS DO PROGRAMA NACIONAL DE VACINAÇÃO

A melhor proteção contra doença

VACINAS OPCIONAIS

Livres e opcionais na protecção extra

VACINAS NO ADULTO

Sabia que a gripe sazonal é evitável

VACINAS DO VIAJANTE

Antes de viajar consulte o seu médico

Outras notícias relacionadas