Vacina. EMA só anuncia decisão no dia 29 e rejeita lentidão

Alemanha exige rapidez na aprovação por parte da Agência Europeia de Medicamentos. EMA diz que cidadãos europeus" querem uma avaliação rigorosa dos benefícios e dos riscos".

15 Dezembro, 2020

A diretora-geral da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) rejeita críticas sobre lentidão na aprovação de vacinas contra a covid-19, depois de o ministro da Saúde da Alemanha exigir mais rapidez.

Para Emer Cooke, a agência está a trabalhar “ininterruptamente para licenciar a primeira vacina contra a covid-19”.

De acordo com a diretora-geral, apesar de se prever a aprovação por parte do comité de especialistas da EMA até 29 de dezembro, “esses prazos estão, obviamente, sob revisão constante”.

“Os cidadãos europeus disseram-nos que querem uma aprovação rápida, mas mais importante do que isso querem uma avaliação rigorosa dos benefícios e dos riscos da vacina, para que possam estar confiantes de que é segura, eficaz e de elevada qualidade”, acrescentou.

No domingo, o ministro da Saúde alemão exigiu à agência reguladora da União Europeia que trabalhe mais depressa para aprovar uma vacina contra a covid-19.

Em mensagens publicadas na rede social Twitter, Jens Spahn afirmou que a Alemanha criou mais de 400 centros de vacinação e ativou cerca de 10.000 médicos e equipas para iniciar a vacinação em massa já na terça-feira, mas foi prejudicada pela falta de aprovação do regulador.

O ministro admitiu que a situação foi “especialmente irritante” porque o uso da vacina desenvolvida pela BioNTech, da Alemanha, e pela farmacêutica norte-americana Pfizer foi autorizada em países como o Reino Unido, Estados Unidos ou Canadá.

LUSA

Descubra mais sobre a Vacinação em Portugal

VACINAS DO PROGRAMA NACIONAL DE VACINAÇÃO

A melhor proteção contra doença

VACINAS OPCIONAIS

Livres e opcionais na protecção extra

VACINAS NO ADULTO

Sabia que a gripe sazonal é evitável

VACINAS DO VIAJANTE

Antes de viajar consulte o seu médico