Há cada vez mais casos de tosse convulsa em adultos. Pessoas com DPOC devem vacinar-se

Sintomas da doença variam de uma tosse relativamente leve a uma doença grave e potencialmente fatal, que pode causar febre e pneumonia.

A Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease (GOLD) atualizou as recomendações para 2021 no que diz respeito à vacinação contra o tétano, difteria e tosse convulsa para doentes com doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), que não foram vacinados durante a adolescência. Esta atualização surge na sequência de um estudo americano, que concluiu existir um número mais elevado de doentes com DPOC hospitalizados com tosse convulsa, quando comparado com a população em geral, demonstrando que as pessoas com esta doença respiratória apresentam um maior risco de sofrer tosse convulsa.

Os sintomas da tosse convulsa variam de uma tosse relativamente leve a uma doença grave e potencialmente fatal, que pode causar febre, ataques de tosse e pneumonia. Os sintomas típicos podem incluir uma tosse violenta e incontrolável, que muitas vezes dificulta a respiração da pessoa infectada, causando habitualmente distúrbios do sono.

As recomendações GOLD para o tratamento de DPOC são estabelecidas por comités globais de especialistas que desenvolvem documentos de estratégia baseados em evidências científicas para a DPOC e que se concentram na consciencialização e melhoria da prevenção e tratamento da DPOC.

“Ainda que a carga da tosse convulsa na infância tenha sido reduzida através dos programas de imunização infantil, podemos observar um aumento da doença em adultos, com idade entre os 20 e 50 anos e nos mais velhos. Estudos mostram que a tosse convulsa em adultos é gravemente sub-notificada, o que faz com que a incidência real seja substancialmente maior do que a expectável. Face a isto, é importante sublinhar a atualização das recomendações GOLD, na qual a vacinação com Tdpa deve ser oferecida a adultos que vivem com DPOC, uma vez que a tosse convulsa pode ter um impacto grave na saúde dos mesmos. A COVID-19 também veio reforçar que ter um problema respiratório ou ser um adulto de idade mais avançada pode significar maior vulnerabilidade a complicações de doenças infecciosas”, considera Carla Fernandes, Diretora Médica da GSK Portugal.

As recomendações GOLD já incluem a vacinação contra a gripe e a vacinação antipneumocócica para doentes com DPOC. Esta nova atualização, dos Centros de Controlo de Doenças dos Estados Unidos (CDC), reconhece a importância da vacinação contra a tosse convulsa em grupos de idade mais avançada.

Descubra mais sobre a Vacinação em Portugal

VACINAS
DO PROGRAMA NACIONAL DE VACINAÇÃO

A melhor proteção
contra doença

VACINAS
OPCIONAIS

Livres e opcionais
na protecção extra

VACINAS
NO ADULTO

Sabia que a gripe sazonal
é evitável

VACINAS
DO VIAJANTE

Antes de viajar
consulte o seu médico

Outras notícias relacionadas